Veja 13 formas de lidar com a raiva e sentir-se bem

Todos sentem raiva em determinado momento da vida. Mas se você tem depressão, outros sintomas como tristeza, medo, dificuldade em dormir, e mudanças no apetite são bem comuns.

De acordo com a psiquiatra Carol Bernstein, professora da Escola de Medicina em Nova York, se a pessoa achar que está muito mal-humorada, irritada, rabugenta e com o pavio curto, pode estar com depressão. O primeiro passo é procurar uma terapia para tratar do problema. No entanto, outras coisas podem fazer você se sentir melhor e também diminuir a raiva, mesmo se seu quadro não for de depressão. Veja a seguir o que fazer, segundo o site Health.com .

Conte até 10Contar até 10 (ou 100) 
Thomas Jefferson disse a famosa frase: “Quando se está zangado, conte até 10 antes de falar. Se estiver muito irritado, vá até o 100”. Segundo o professor de comunicação e psicologia da Universidade de Ohio, Brad Bushman, pessoas irritadas ficam altamente excitadas e acabam dizendo coisas que mais tarde vão se arrepender. Ao contar lentamente, a sua pressão arterial e cardíaca têm a chance de voltar ao normal, diminuindo a excitação.

Perdoe 
Mesmo se você não esquecer o incidente, em última análise, perdoar uma pessoa que o tenha provocado é uma excelente maneira de dominar a raiva. O perdão pode ajudá-lo a parar de ruminar, quando os pensamentos não saem da sua cabeça como um pesadelo. “Isso não significa que você tenha de achar que o que o outro lhe fez é bem, apenas vai ajudar você a parar de se consumir pela raiva.

Tente se distrair 
Outra maneira de aplacar a raiva é buscar uma distração. Podem ser palavras cruzadas, desenhar, cozinhar, andar com o cachorro. Antes te tentar resolver o problema, o diretor de medicina comportamental Kueny, da Universidade de Nebraska, afirma que a pessoa deve avaliar o quanto está irritada. Se numa escola de 1 a 10 ela considerar valores entre 5 e 10 o melhor é se distrair antes de tomar uma decisão.

Respire profundamente 
Respirar de forma profunda é uma boa maneira de acalmar-se, já que respirações lentas vão abrandar o ritmo cardíaco. De acordo com a Sociedade Americana e Psicologia, o ideal é fazer respirações por meio do diafragma, e não aquelas pequenas somente que enchem o peito com pouco ar. Ouvir música calma e praticar exercícios de relaxamento muscular também podem ajudar.

Não negue que está irritado 
Pessoas que são capazes de discernir que estão com raiva e que lidam com esse sentimento são menos propensas a recorrer à agressividade ou violência. Quem consegue colocar suas emoções em categorias distintas estão em mais sintonia com seu interior. Assim, quando esses indivíduos estão bravos, são mais rápidos para lidar eficazmente com as emoções negativas e distrair-se menos com ineficientes estratégias de enfrentamento, como consumo excessivo de álcool ou abusar de outras substâncias.

Escreva sobre o problema 
Escrever permite que você abrande o sentimento ruim e ajude a pensar qual a melhor forma de lidar com o problema. Quando você reage imediatamente a algo, a decisão é baseada na emoção. Mas quando para pensar um pouco escrevendo, a chance de resolver da melhor forma é muito melhor.

Não faça tempestade em copo d’água 
Em vez de sair gritando, tente se acalmar no quarto e fazer algo para dissipar a raiva, como ler um livro, escutar uma música. Depois que você estiver se sentindo mais calmo, é hora de conversar e colocar tudo em pratos limpos.

Faça exercícios 
O exercício aeróbico, incluindo caminhada rápida ou corrida, pode ser uma ótima maneira de lidar com a raiva. Quando você pratica exercício libera adrenalina, sua, respira de forma mais ofegante, sensações bem parecidas com a raiva. No entanto, vai perceber que tais sintomas não estão ligados a um sentimento ruim, mas a algo bom. A atividade física também libera endorfinas, substâncias químicas no cérebro que ajudam a nos acalmar e a gerir as nossas emoções.

Pratique a compaixão 
Fazer algo de bom para alguém de quem você está com raiva parece incompatível. No entanto, pesquisas mostram que a compaixão pode também dissipar a raiva da outra pessoa. Um estudo recente descobriu que responder solidariamente quando um colega lhe trata de forma ríspida é uma boa forma de resolver uma situação tensa.

Não envie e-mail quando você está com raiva 
Nunca, jamais, envie um e-mail quando você está realmente chateado. Se você quer escrever algo para a pessoa deixe o e-mail pelo menos 24 horas na sua caixa de rascunhos. Depois releia-o. Você vai ver que isso lhe dá tempo para elaborar uma resposta sensata e racional para a situação.

Tente ser grato 
Pesquisas mostram que o simples fato de mostrar gratidão por algo faz com que a pessoa fique mais feliz e contente. Claro que isso parece impossível quando se está bravo. Você não precisa ser grato a quem lhe ofendeu, mas você poderia ser grato por outras coisas na sua vida, grandes e pequenas. Pesquisadores da Universidade da Califórnia dizem que praticar a gratidão constante pode até melhorar a saúde.

Espere para falar 
Medir o quão intensa está a sua raiva antes de começar a despejar sua ira é uma boa forma de evitar entrar numa discussão. Você não deve falar quando está com raiva. É melhor parar e dar um tempo. Quando você achar que sua raiva é gerenciável e você pode efetivamente expressá-la sem ser destrutivo, está na hora de lidar com a situação.

Faça uma oração 
Pesquisadores mostram que se a pessoa conseguir rezar pelo outro que a deixou com raiva, acaba conseguindo abrandar um sentimento ruim. A oração faz com que você dissipe seus pensamentos negativos. Se você não gosta de rezar, tente gastar alguns minutos pensando de forma sensata sobre aquilo que lhe deixou com ódio.

Fonte: BEM-ESTAR – Terra.