O que esperar da terapia

Você decidiu que precisa de psicoterapia, mas toda essa ideia te deixa nervoso (a). Você se sente vulnerável com o pensamento de falar sobre suas dificuldades e fica sem saber o que esperar. Você não está sozinho (a). A maioria das pessoas ficam um pouco nervosas sobre o início da terapia. Mas saber o que isso implica pode aliviar sua ansiedade e te ajudar a se preparar para uma experiência bem-sucedida. Então, com isso em mente, aqui estão algumas coisas que podem acontecer quando você começa a fazer terapia:

Pensar ajuda a eliminar as dúvidas

Pensar ajuda a eliminar as dúvidas

Sua primeira sessão começa com uma avaliação inicial. Muitas vezes você vai ser convidado a compartilhar sobre o que você trouxe para a terapia. O terapeuta provavelmente irá acompanhar com perguntas mais estruturadas para dar-lhes uma compreensão mais completa da situação. As perguntas que ele vai pedir será diferente dependendo da abordagem do terapeuta e de seu problema particular. De um modo geral, ele vai lhe perguntar sobre seus sintomas e circunstâncias atuais em todas as áreas de sua vida como também história pessoal (porque eles podem estar relacionados com o seu sofrimento).

A terapia ajuda a encontrar soluções. Quando você vai ao seu médico, você provavelmente conta-lhe os seus sintomas e depois espera que dele venha a avaliação e a cura do problema. A terapia é muito diferente pois o foco é sobre ajudar você a enfrentar lutas particulares e se relacionar de forma diferente com as pessoas e situações.

Você pode mais facilmente decidir se a terapia está ajudando se você possuir metas. Você pode saber que existem certos sentimentos ou experiências que você gostaria de se livrar, como por exemplo uma grande tristeza ou medos recorrentes. Este é um bom começo. O próximo passo é perguntar a si mesmo: “Como eu gostaria de me sentir daqui a alguns anos? Você gostaria de sentir uma sensação de auto aceitação ou a paz interior, por exemplo? Se assim for, trace seus objetivos até alcança-los. Ou, você pode atingir um objetivo de curto prazo como por exemplo, de não se sentir triste, ou encontrar-se emocionalmente em paz, ou até mesmo evitar estar constantemente ansioso perto de pessoas ou situações. Se tiver dificuldade em estabelecer metas positivas, pergunte ao seu terapeuta para obter ajuda.

Isso é importante. Você pode se sentir pior antes de sentir-se melhor. Assim como você pode, inicialmente, fazer uma bagunça maior quando está limpando um armário para depois arrumá-lo, a terapia pode provocar sentimentos desagradáveis ​​no processo de ajudá-lo a se sentir melhor. Mas seu sofrimento não deve ser mais do que você possa suportar, apesar de tudo. Portanto, informe o seu terapeuta, se você está se sentindo chateado (a) ou triste com o tratamento.

Você pode aprender novas habilidades de enfrentamento concreto. Seu terapeuta pode ensinar-lhe formas mais eficazes para gerir as suas lutas.

A terapia é mais do que um exercício intelectual. A “cura emocional” acontece, em parte, por ter novas experiências, como por exemplo você aprender a se relacionar de forma diferente a situações familiares estressantes.

A terapia pode ajudar você a ganhar clareza e uma nova perspectiva sobre as coisas que o incomodam. Como resultado, você pode sentir maior auto aceitação e conforto.

Paz e equilíbrio emocional

Paz e equilíbrio emocional

Seus relacionamentos próximos podem mudar. Você tende a se relacionar de forma conjunto com amigos e entes queridos. Então, se você mudar, pode perturbar os antigos modos de interagir, forçando uma mudança em seus relacionamentos.

Embora esta lista possa te ajudar a compreender o que esperar da terapia, tentar descrever a terapia é um pouco como tentar descrever uma música para alguém. A única maneira de apreciar verdadeiramente será experimentando.

As inscrições para o blog Os relacionamentos são apenas para fins educacionais gerais. Eles podem ou não ser relevantes para a sua situação particular; e não devem ser consideradas como um substituto para aconselhamento profissional individual, diagnóstico ou tratamento. Se precisar de ajuda para um problema emocional ou comportamental, por favor, procure a ajuda de um psicólogo ou outro profissional de saúde mental qualificado.

Autor: Sérgio Zulian | Psicólogo-Psicanalista